Ir para o conteúdo principal

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os termos e condições de privacidade.

Dia Mundial da Saúde

Estudo da Intrum revela que 90% dos portugueses pagam faturas referentes à saúde no prazo definido.

Despesas de saúde são prioridade para os portugueses e 90% pagam dentro do prazo. Em véspera do Dia Mundial da Saúde, que se celebra amanhã, dia 7 de abril, a Intrum, multinacional especializada em serviços de gestão de crédito, divulga alguns dados do European Consumer Payment Report referentes ao comportamento dos portugueses na área da saúde.

Em Portugal e de acordo com o último relatório do EPCR, cerca de 90% dos portugueses assume que paga as despesas de saúde dentro dos prazos.

Em Espanha este número é substancialmente inferior e apenas 64% assume pagar essas despesas dentro do prazo, em linha com a Média Europeia que se situa nos 67%.

Apesar dos dados, que podem ser considerados surpreendentes em Portugal, a faixa etária dos 25 aos 34 anos sente mais dificuldade para pagar estas despesas dentro do prazo, mas ainda assim 82% paga de acordo com o prazo e 12% assume que paga após o prazo, valor substancialmente superior aos dados agregados do país, mas abaixo da média europeia que atinge os 17%.

Já na faixa etária acima dos 50 anos, apenas 3% paga após o prazo enquanto 94% paga dentro do prazo. Em Espanha essa mesma faixa etária é aquela em que um maior número de consumidores paga após o prazo, elevando o número para 19% quando a média europeia se fixa nos 15%.

Outro dado a reter, de acordo com o estudo da Intrum, é o facto de em Portugal, 95% dos desempregados pagarem as despesas dentro do prazo, número muito elevado quando comparado com a média europeia que se fica pelos 63%. Já em Espanha apenas 60% dos desempregados pagam dentro do prazo.