Ir para o conteúdo principal

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os termos e condições de privacidade.

Estudo da Intrum revela que portugueses estão a pedir mais empréstimos para ir de férias

A percentagem de portugueses que concorda com pedidos de empréstimos para ir de férias está a aumentar.

De acordo com o relatório que a Intrum publica todos os anos, o European Consumer Payment Report, estudo que analisa o comportamento de pagamento dos consumidores a nível europeu, cerca de 14% dos inquiridos concorda ser correto comprar uma viagem de férias através de crédito, recorrer a um plano de pagamento ou utilizando dinheiro emprestado. Uma subida significativa face a 2016, em que apenas 8% dos portugueses concordava com esta afirmação.

Este aumento acompanha a perceção positiva que os inquiridos também demonstram em relação ao estado da economia portuguesa e à sua situação financeira.

Em 2016, o estudo da Intrum referia que os portugueses ao serem inquiridos sobre se a economia no seu país estava a melhorar, 16% concordava que sim, enquanto em 2017 essa percentagem disparou com 46%.

Sobre a questão se a sua situação financeira pessoal estava a melhorar, o aumento foi igualmente evidente. Os 26% dos portugueses que em 2016 concorda com esta afirmação, passam para 40% que admitem melhorias em 2017.

Podemos concluir que relativamente a melhorias, existe um aumento substancial quer na perceção para economia local como doméstica.

Apesar deste sentimento positivo, a Intrum recomenda alguma prudência. Começar a economizar atempadamente, muito antes das férias, é obviamente a melhor maneira de evitar empréstimos para férias, mas, se não for possível, é importante seguir algumas regras:

  • Pague as contas antes de ir de férias. Se as deixar por pagar e recorrer a empréstimos para ir de férias, a situação poderá ser pior quando regressar.
  • Faça um orçamento para as suas férias e mantenha-o consigo. Saiba o quanto pode gastar todos os dias e controle esse valor.
  • Faça um orçamento para o período após férias para se certificar de que pode pagar o empréstimo. Tenha em mente que pagar um cartão de crédito em prestações pode ser mais caro do que outros empréstimos.
  • Procure opções de viagem mais baratas. Talvez possa ficar com amigos noutro país, utilizar viagens aéreas de baixo custo, ou mesmo explorar a possibilidade de trocar casas com pessoas de outros países que desejam visitar o nosso país.

Aproveite as suas miniférias de Páscoa, mas certifique-se que as pode pagar e não prolonga esse encargo por muito tempo.