Ir para o conteúdo principal

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os termos e condições de privacidade.

Factos & Hábitos financeiros dos jovens que você desconhece

De acordo com o ECPR, desenvolvido pela Intrum Justitia, a partir de dados recolhidos numa pesquisa realizada em simultâneo, a 21.317 cidadãos europeus, demonstramos alguns factos & hábitos dos jovens:

  • Efectuar compras online é muito comum entre jovens Europeus. 42% dos Europeus com idade compreendida 18-24 anos fazem compras online com regularidade.
  • 32% utiliza o seu cartão de crédito para fazer compras online.
  • Fazer compras online está à distância de um click, o que se revela uma tentação em comprar mais do que o planeado, dizem 36% dos inquiridos.
  • 24% dos jovens Europeus pensam que é uma boa ideia comprar bens de consumo através de cartão de crédito ou com um plano de pagamento mensal.
  • 27% de todos os jovens Europeus dizem não ter a sua situação financeira controlada, e 19% refere que a sua situação não está melhorar.
  • Em Portugal, 42% dos jovens tiveram períodos na vida em que não puderam pagar as suas contas, os mais afectados foram os jovens na faixa etária dos 20 anos.
  • 45% dos jovens portugueses têm dificuldades em pagar as suas contas, no entanto 95% está consciente da importância de pagar as contas nos prazos.
  • Em Portugal, cerca de 26% dos jovens considera a hipótese de emigrar face à situação económica do nosso país.
  • Se emigrarem para outro país, o Reino Unido está no topo das escolhas (27%), seguindo-se a Alemanha e a Suíça.
  • Muitos dos jovens Europeus vivem com os pais para além do tempo que desejavam, 28% dos pais dizem que os seus filhos optaram por viver com eles devido à sua situação financeira.
  • 1 em cada 5 foi forçado regressar a casa dos pais devido à sua situação financeira.
  • Os pais portugueses [46 %] tal como os Europeus [45 %] acreditam que vão precisar ajudar financeiramente os seus filhos, mesmo quando saírem de casa.

Todos os dados estão publicados no European Consumer Payment Report 2016