Ir para o conteúdo principal

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os termos e condições de privacidade.

A partir de 27 de junho de 2017, a Intrum Justitia e a Lindorff uniram-se para criar a maior empresa de serviços de gestão de créditos no mundo.

Para mais informações, pode ler aqui por favor

DINHEIRO E NÃO ROMANCE MANTEM MUITOS CASAIS JUNTOS, É O QUE REVELA O EUROPEAN CONSUMER REPORT

Acredita no amor? Vai comemorar o Dia dos Namorados com alguém especial? Sabia que o amor pode não ser a única razão para relacionamentos duradouros? E que 17% de todos os europeus estão num relacionamento por razões financeiras? Então, aproveite o Dia dos Namorados e lembre-se de economizar.

Segundo o European Consumer Payment Report 2016 da Intrum Justitia descobriu-se que para muitos casais o romance não é tudo. Para um número significativo de pessoas o amor não é a única coisa que os mantem juntos, o dinheiro faz parte do relacionamento.

Em Portugal as finanças também afectam igualmente a vida conjugal, cerca de, 20% dos casais inquiridos em Portugal afirma que as razões económicas são um dos motivos para manterem ou prolongarem o seu relacionamento, um valor ligeiramente menor do que o verificado no ano passado (24%).

Dos casais que responderam ao inquérito, os homens tem uma ligeira percentagem superior ao das mulheres, 23% dos homens concordam com afirmação e 17% das mulheres afirmam que as razões económicas são um dos motivos para manter a relação conjugal.

Entre os jovens casais Portugueses, cerca de 19% na faixa etária dos 18 e 24 anos indicam que as finanças são um factor importante na relação, este número aumenta para 24% na faixa etária dos 25 a 34 anos de idade. Os casais com mais de 50 anos estão na mesma linha de pensamento dos casais mais jovens com 20% a concordar com afirmação.

A felicidade não está no consumismo mas sim no amor.