Ir para o conteúdo principal

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os termos e condições de privacidade.

Ser Claro e Receber a Tempo e Horas

Assegurar os pagamentos dentro dos prazos e manter os clientes satisfeitos, normalmente exige uma abordagem cuidadosa e ponderada, quando se trata de condições de pagamento ou crédito, e a forma como são definidos em acordos e contratos.

Antes de assinar um contrato ou acordo, é imperativo fazer uma pesquisa sobre a capacidade financeira dos seus clientes, conhecer o seu histórico de pagamentos. A comunicação dos valores a pagar, descontos, despesas de transporte, etc, tem de ser muito clara e inequívoca. Além disso, é extremamente importante dar a conhecer no início da relação comercial as políticas de crédito e os procedimentos de cobrança em caso de incumprimento no pagamento. Quando os clientes estão com dificuldades financeiras tendem a escolher as facturas e em seguida, decidir a quem querem/precisam de pagar primeiro e quem pode esperar pelo pagamento. Ser assertivo sobre as penalizações resultantes de incumprimento, atenua o risco de constar no final da lista de facturas a pagar. Também pode ser útil oferecer planos de pagamento para clientes em dívida. Como elaborar o Acordo de Pagamento - Algumas regras básicas

  1. Rever o histórico financeiro dos clientes, através de agências de crédito, informação pública, referências bancárias e comerciais.
  2. Ser específico nos termos e condições no contrato que protege os seus direitos, e limita o seu passivo. Incluir prazos de pagamento e limites de crédito.
  3. Ter a certeza que o cliente aceita os termos e condições – Mencionar na factura pode não ser o suficiente.
  4. Definir um prazo limite para a disputa de uma transacção e esclarecer em que circunstâncias o contrato pode ser infringido ou anulado.
  5. Preciso e transparente no que se refere a legislação sobre os atrasos de pagamentos das facturas, se aplicável.
  6. Incentivar os pagamentos electrónicos para evitar cheques sem cobertura e/ou falta deles.
  7. Contactar de imediato os clientes com facturas em atraso para resolver o problema com a maior brevidade– não esperar.